Sempre que falamos, nos reunimos com alguém ou estamos a dar formação existe uma pergunta que sempre se levanta: qual a fórmula de sucesso para alcançar resultados nas redes osociais, nas relações públicas, no marketing digital…

A resposta séria e clara que damos é que não existem fórmulas, nem metodologias que sejam infalíveis. Porém depois de estarmos um fim-de-semana inteiro a colaborar numa equipa de monitores com crianças de todos os estratos sociais e níveis de educação, percebemos o quão erradas são essas nossas respostas.

No marketing e comunicação existem diversas linhas de pensamento e metodologias que se atropelam quase diariamente na busca do protagonismo, estrelato e angariação de seguidores, prometendo o Holy Grail do Marketing e Vendas. A resposta da equipa da Tábua Digital a este tipo de questões trasncendentais manterse-á sempre a mesma: estes são todos falíveis e não são 100% fiáveis.

Porém existe uma metodologia que realmente é infalível e que assegura o sucesso de qualquer tipo de campanha e de atividade no nosso dia a dia, e quem a sbae usar da melhor forma são mesmo as crianças: a metodologia da pergunta!

Metodologia de Perguntar

Mas existe realmente uma metodologia de perguntar? Não isto é um eufemismo que podemos usar para simplificar e obter a sua atenção!

Existem diversas regras na comunicação que nos levam a usar perguntas para conseguirmos manter o foco no conteúdo realmente relevante, como é o exemplo da regra dos 5 w (Who – Quem, What – O quê, Where – Onde, When – Quando, Why – Porquê), e que devemos levar ao seu limite extremo onde o questionamento nos ajude a criar novas realidades ou novas conceções críticas da nossa atividade.

O questionamento permite ter logo à partida uma visão clara da realidade que se vive e em que se aje no mercado dos negócios, e isso traz a um gestor de marketing e comunicação as linhas de orientação para compreender claramente quais as ferramentas que podem ou não funcionar em cada situação.

E porque não?

A visão clarificadora das questões não pode ser vista de forma fatalista e redutora, como facilmente poderemos deixar-nos ir. É importante continuar a desenvolver o questionamento e perguntar sempre de forma irreverente, e porque não?

Ao fazermos esta questão, procuramos pensar fora da caixa e procuramos desafiar o status quo natural das coisas que nos pode agrilhoar o racional criativo, tão importante no marketing e comunicação quer offline quer online.

Por isso, preservemos a curiosidade infantil de querer saber mais e perguntar a razão das coisas!

Contacto Lisboa

Rua Comandante Sacadura Cabral,
Lote 31 e 32, Sub/Cave, letra E/B, Ramada
2620-345 Odivelas
Portugal

Tel.: +351 211 929 739
www.tabuadigital.com
Email: Ola@tabuadigital.com